FEVEREIRO 2020 - Institucional.
JANEIRO 2020 - O melhor atendimento para você

Meu remédio venceu, e agora?

Meu remédio venceu, e agora?

A ingestão de medicamentos vencidos é uma prática não recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e nem pela FDA, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

A ingestão de medicamentos fora do prazo de validade pode gerar complicações sérias ao organismo. E dependendo do princípio ativo, ele pode apenas parar de funcionar ou pode ter o efeito contrário e aumentar a resistência a bactérias e vírus.

Estudos trabalham com a teoria de que são poucas as substâncias que se tornam tóxicas depois da data de validade, porém é melhor se precaver e não apostar na sorte, não é mesmo?

A Anvisa caracteriza medicamentos vencidos como impróprios, sendo assim, ela recomenda a retirada de circulação dessas drogas. Um erro comum é doar os medicamentos vencidos para alguma instituição. A Organização das Nações Unidas (ONU) desencoraja essa atitude e reforça a não utilização de qualquer tipo de medicação vencida ou sem informações confiáveis para o consumo.

O que fazer?

Para descartar corretamente os medicamentos, a Anvisa trabalha com a logística reversa, ou seja, farmácias e drogarias recebem estes compostos e encaminham para o destino adequado, sem risco de contaminação do meio ambiente, por exemplo.

Tome cuidado com medicamentos vencidos, porque eles podem não trazer problemas, mas alguns são capazes de piorar seu estado de saúde. Evite a automedicação e sempre verifique as informações fornecidas pelo fabricante do composto na bula e na caixa.

Com esses cuidados, você evita complicações desnecessárias e ajuda a eliminar o descarte de medicamentos na natureza. Faça sua parte e colabore com esta iniciativa para o bem-estar de todos. O Laboratório Lamel apoia esta ideia para que você tenha mais qualidade de vida.


Certificado de Qualidade



© 2012 - 2019 - Todos os direitos reservados

Ir ao Topo